quarta-feira, 29 de julho de 2015


        BUSCA DE PAZ

O nosso mundo está,
Tão cheio de incompreensão,
E o homem o que faz ?
Só pensa em conquistar,
Busca riqueza na sorte,
Esquecendo assim de viver,
Tem muito o que fazer,
As lutas viraram rotina,
Não só no mundo exterior,
Porque a paz verdadeira,
Nasce no interior.

Olha meu amigo eu  te peço,
Deixe esse orgulho de lado,
Vamos unidos mudar,
Este mundo que está tão malvado.

Tristeza nem posso citar,
Porque iria entristecer.
O resto que ainda resta,
De pessoas que sabem sorrir.
Quando é que o homem vai parar,
Só de guerra brincar ?
Eu só quero viver, viver em paz.
Espalhar a paz no ar,
E o homem ao respirar,
Encher-se de paz.

E começar a viver,
Viver feliz,
Como sempre teria de ser.
Lá, Lá, Lá ...

LUZIA SATIM - PÁGINA 37 - COLETÂNEA FEMININA ' MULHER POESIA HOJE ' - EDITORA ABAETÉ /LIMUS - ORGANIZADOR GINO FREY - ANO INTERNACIONAL DA PAZ - 1986 - APOIO; FEDERAÇÃO BAIANA DE ESCRITORES. - O Melhor da Literatura Digital Brasileira - Leia Mais.

Um comentário:

  1. Ola poetisa. Seus versos ou poemas sao muito bonitos. Parabéns

    ResponderExcluir